Formação da Campanha da Fraternidade 2017 – Região Pastoral II

Postado em 30 janeiro 2017 por Paróquia São José de Osvaldo Cruz

16387012_370198993361441_69035133370922653_n

    Na manhã do último domingo (29), aconteceu o Encontro de Formação da Campanha da Fraternidade 2017, na Casa Pastoral Diocesana Dom Giuntini em Adamantina. O evento contou com a presença de representantes de diversas paróquias da região II. A formação foi conduzida por uma   equipe da  Diocese de  Marília, Padre Adeflor Xavier P. Júnio (Pe. Lico), Terezinha de Souza e Silva e a psicóloga Alessandra Faria Rossi. Entre os presentes estava também o pároco  da cidade de Tupã,  Padre Marcos Roberto Cesário da Silva.

      Pe. Lico iniciou a formação pedindo ao Espírito Santo que encontre abertura suficiente para nos moldar, transformar nossa maneira de pensar e nossa forma de agir. Levou os participantes a refletir que a Campanha da Fraternidade sempre está relacionada com algum tipo de problema, algo que destrói ou prejudica, alguma  situação que não leva em consideração a dignidade humana. Este ano a CF2017 tem como Tema – Fraternidade : biomas brasileiros em defesa da vida, com o Lema – “Cultivar e guardar a criação” (Gn 2,15)

      No Brasil temos seis biomas: Mata Atlântica, Amazônia, Cerrado, Pantanal, Caatinga e o Pampas. Os biomas são as várias formas de vida, de florestas, de animais e de povos de uma determinada região. Se observarmos o Tema e o Lema deste ano, vamos perceber que de alguma forma, vamos de encontro com a CF do ano passado,  pois estamos falamos de ecologia e pensando na casa comum,

        Foi falado também sobre a mensagem que o cartaz da CF 2017 nos traz. O cartaz coloca em evidência toda a biodiversidade que existe em nosso país, geografia, relevo e climas. Coloca em destaque os tipos de povos presentes nessa biodiversidade, podemos ver índios, negros, vemos também uma rede de pesca fazendo uma alusão a imagem de Aparecida encontrada no rio Paraíba.

De uma forma geral o cartaz quer dizer que somos muito diferentes no que diz respeito a ecologia, clima e relevo do nosso país, mas pertencemos a mesma casa comum, somos seres globais, dividimos o planeta com milhares e milhares de pessoas e seres vivos. Nosso futuro depende da harmonia entre a humanidade e a natureza. O objetivo da CF deste ano é para que possamos conhecer cada bioma, ou melhor, não apenas conhecer mas compreender a realidade e a influência que os bioma causa na vida de cada pessoa.

      Todos os anos a CNBB apresenta a Campanha da Fraternidade como um caminho de conversão quaresmal, de promover relações fraternas com a vida e a cultura dos povos. Já a algum tempo a Igreja vem apontando problemas e mostrando caminhos para a superação  para vivermos bem nesta terra que o Senhor nos concedeu. Nosso gesto concreto mesmo, financeiramente falando, vai acontecer no dia 09/04 – na Missa do Domingo de Ramos, dia da Nacional da Solidariedade, onde 60% fica em nossa Diocese para atender projetos sociais e 40% vai para CNBB onde projetos nacionais são atendidos.

Pelos apelos da Laudata Si,  do  papa  Francisco  a igreja propõe  que nos debrucemos   mais uma vez   sobre  nosso país . “O tempo para encontrar soluções globais está se acabando, só podemos encontrar soluções adequadas se agirmos juntos e de comum acordo.

Que Deus nos acompanhe no nosso caminho de conversão.                                                                                     por Pascom -Paróquia  São José de  Osvaldo  Cruz-SP

 

Deixe um comentário

Validação de segurança: *

Advertise Here
Advertise Here
outubro 2017
D S T Q Q S S
« set    
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031