MENSAGEM À FAMÍLIA PASSIONISTA NA FESTA DE SÃO PAULO DA CRUZ

Postado em 19 outubro 2017 por Paróquia São José de Osvaldo Cruz

sveti_pavao_od_kriza4

Queridos irmãos, irmãs e amigos da Família Passionista,

Saudações de alegria e paz de Roma na Paixão de Jesus, nossa ESPERANÇA!

Ao comemorar a festa de São Paulo da Cruz neste ano que marca o 150 aniversário de sua canonização, anima-nos o espírito vivo deste Santo, que continua nos desafiando a seguir o chamado à santidade, que encontrou na memória da Paixão de Jesus: “o caminho mais curto para a perfeição”. Reconhecemos e celebramos a santidade de Paulo Danei, que descobriu o segredo da vida verdadeira e o caminho do compassivo e misericordioso coração de Deus – a pérola de grande preço – na Paixão de Jesus: “a maior e mais avassaladora obra do amor de Deus. ”

Na minha Carta Circular à Família Passionista para comemorar este aniversário, que ocorreu no dia 9 de junho, expressei minha esperança de que este evento seria um tempo enriquecedor para nós, individual e comunitariamente: “centrar-nos na mente e no coração de nosso fundador e aprofundar-nos em sua visão da Congregação e na sua missão à luz de nossos tempos atuais.

Nossos tempos atuais!” têm sido escuros e desalentadores! O mundo continua sofrendo muito: guerras, ódio, discriminação, a negação dos direitos humanos e da liberdade, o terrorismo, os assassinatos indiscriminados, os desastres naturais. Estão em nossas recordações neste momento: os disparos sem sentido em Las Vegas; a inimaginável destruição causada pelos furações, inundações, terremotos e deslizamentos de terra; a perseguição do povo rohingya em Myanmar e outros refugiados e deslocados; a luta pela separação da Catalunha e Curdistão; a discriminação racial e a promoção do ódio pelos supremacistas brancos nos Estados Unidos…

Eu me pergunto: Qual seria a mente e o coração do Fundador nestes tempos presentes? Na verdade, parece que nossos tempos atuais não são muito diferentes dos tempos do Fundador. Também ele experimentou em sua época: as guerras e a dominação das potências estrangeiras, a anarquia e o medo, as doenças e as mudanças climáticas, a tirania da distância existencial e a marginalização dos povos, a desigual distância entre ricos e pobres. No entanto, Paulo da Cruz estava convencido então, e estaria igualmente convencido agora, de que é na Paixão de Jesus que podemos encontrar sentido e ver as possibilidades para um futuro renovado. Está aí, na Paixão de Jesus, que encontramos a ESPERANÇA para contemplar e ver a vida de maneira diferente

Com clara visão dos males de seu tempo, proclamou incansavelmente que a Paixão de Jesus Cristo, a maior e mais admirável obra do amor divino”, é o remédio mais eficaz (Const.1)

Então, qual é a nossa visão e missão como Passionistas em resposta a estes tempos atuais? Como Passionistas de hoje, nossa visão é “recordar e manter viva a recordação da Paixão Jesus”; e nossa missão é clara:

Desejamos participar nas tribulações dos homens, sobretudo dos pobres e abandonados, confortando-os e oferecendo-lhes consolo nos sofrimentos. Pelo poder da Cruz, que é sabedoria de Deus, trabalhamos com o desejo de iluminar e suprimiras causas dos males que angustiam os homens, Por este motivo, nossa missão se orienta a evangelizar mediante o ministério da Palavra da Cruz. (Const. 3)

Como pregadores e comunicadores: Qual é a mensagem que podemos oferecer?… a aqueles que perderam tudo (seres queridos e os bens) e devem recomeçar de novo a vida a partir do nada; aos que vivem encarcerados pelo medo; a aqueles que sempre terão cicatrizes e feridas físicas e psicológicas; a aqueles cuja dignidade foi empobrecida; aos que perderam a fé e a esperança e não podem ver a luz no final do túnel?

Nossa mensagem deve estar enraizada no carisma da ”memoria passionais”, esta força impulsiona-dora, energia dinâmica e dom extraordinário do Espírito, fundada em Jesus Crucificado e Ressuscitado, nossa Esperança! Cremos que a vida de Cristo: sua Paixão, Morte e Ressurreição, dá significado a nossas vidas. Nossa fé em Jesus nos dá confiança para enfrentar o futuro, não importa o sombrio que apareça em alguns dias ou alguns problemas. Porque, no final, nossa crença e esperança é que Jesus já ganhou a nossa salvação e a felicidade que vem com ela.

Em sua encíclica Spe Salvi (Salvos pela Esperança), o papa Bento XVI afirmou que “um sinal distintivo dos cristãos (os seguidores de Jesus Cristo) é o fato de que têm um futuro”. Não conhecem os detalhes desse futuro, mas sabem que “sua vida não terminará no vazio”. O papa Bento nos recorda que a virtude da esperança nos permite enfrentar as cargas da vida cotidiana, por mais pesadas que sejam. A esperança é a virtude que nos impede o desalento frente às ansiedades e desafios da vida. A esperança reorienta para Deus nossos corações cansados e atribulados, abrindo nosso coração para a experiência de felicidade eterna com Deus.

Vivamos nosso carisma como profetas de esperança, sinceramente crendo no que pregamos, porque Deus está no coração e centro de nossas vidas. Como Passionistas nos tempos presentes, nossa missão deve refletir uma espiritualidade esperançadora, de entrega e confiança nas mãos Daquele que nos chama a proclamar o Evangelho da Paixão de Jesus como uma manifestação do desmesurado e ilimitado amor de Deus. Com as palavras de São Paulo da Cruz: “A Paixão é a maior e mais avassaladora obra do amor de Deus”. Esta é a Boa Nova da Esperança e a vida que nos abre a possibilidade da cura, valor e visão renovada. Assim é como “evangelizaremos os demais por meio da Palavra da Cruz”.

congregacao3

Ao falar do chamado a ser missionários da esperança, recentemente, o Papa Francisco disse: “Que nos regozijemos no poder salvador de Deus (revelado na cruz), nunca percamos o coração e ajudemos aos outros a olhar o futuro com confiança”. Que Maria, Mãe da Santa Esperança, nos acompanhe na vida gozosa de nossa vocação. E por intercessão de São Paulo da Cruz, rezo por uma contínua e fiel recordação de seu desejo de que “a Paixão de Jesus esteja sempre em nossos corações”. FELIZ DIA DE FESTA PARA TODOS! Fraternalmente,

P. Joachim Rego, C.P. Superior Geral

Deixe um comentário

Validação de segurança: *

Advertise Here
Advertise Here
janeiro 2018
D S T Q Q S S
« dez    
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031